Câncer bucal: veja quais os sintomas e como se prevenir

câncer bucal
4 minutos para ler

Existem diversos tipos de câncer, que podem afetar diferentes partes do corpo. Um deles é o câncer bucal, um tumor maligno que atinge o céu da boca, os lábios, a gengiva, as amígdalas e as glândulas salivares. Essa doença é mais comum entre homens acima de 40 anos, mas pode acontecer em pessoas de todas as idades, inclusive em mulheres.

Devido à falta de conhecimento sobre esse tipo de câncer, muitas vezes, os primeiros sintomas podem ser confundidos com outros problemas na boca. Assim, neste post, explicaremos o que é o câncer bucal e como é possível preveni-lo. Confira!

O que é e quais são as causas do câncer de boca?

O câncer bucal é um tumor maligno que surge com a multiplicação descontrolada das células que cobrem a mucosa da boca. Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), como mencionado na introdução, a doença é mais comum entre os homens acima de 40 anos. No entanto, a incidência tem aumentado bastante, mesmo entre pessoas mais jovens, sobretudo devido aos maus hábitos de vida. 

Isso porque as causas do câncer de boca estão relacionadas ao tabagismo, ao consumo frequente de bebidas alcoólicas e à infecção pelo vírus HPV, em grande parte, transmitido pelo sexo oral. O sedentarismo, a má alimentação, com a ingestão de mais alimentos gordurosos, e a exposição excessiva ao sol também são fatores relevantes.

Quais os principais sintomas?

Os primeiros sinais de câncer bucal podem ser facilmente confundidos com problemas comuns, como aftas e gengivites. Por isso, muitas vezes, ele é descoberto em fases avançadas. Assim, é importante ficar de olho em determinados sintomas, como:

  • feridas na boca que são persistentes ou que não cicatrizam;
  • dores constantes na região bucal;
  • presença de nódulo ou endurecimento nas bochechas ou no pescoço;
  • mudanças na voz;
  • mau hálito persistente;
  • manchas brancas ou avermelhadas na boca;
  • perda de peso acentuada e sem motivo;
  • irritação ou incômodo na garganta;
  • dificuldade para mastigar ou engolir qualquer alimento;
  • problemas para mexer a mandíbula e a língua;
  • dormência em qualquer área da boca;
  • inchaço na mandíbula ou no maxilar.

É bom explicar que esses sintomas podem estar relacionados a outros problemas de saúde, inclusive a tumores benignos e a outros tipos de câncer. Dessa forma, é necessário procurar um médico ou um dentista logo que começarem a surgir para a obtenção de um diagnóstico precoce a fim de iniciar o tratamento o quanto antes.

Como é possível tratar e prevenir a doença?

Depois do diagnóstico de câncer bucal, o tratamento deve ser indivudalizado e em geral deve acontecer de maneira multidisciplinar. Pode ser indicado o tratamento cirúrgico e outras modalidades de tratamento como a radioterapia, a quimioterapia e a imunoterapia, a depender do caso.

Além disso, os pacientes em tratamento devem evitar alguns maus hábitos. Essas recomendações também são essenciais para qualquer pessoa que deseje reduzir os riscos de surgimento da doença. Assim, é bom:

  • parar de fumar;
  • evitar bebidas alcoólicas;
  • usar preservativos nas relações sexuais, inclusive no sexo oral;
  • manter uma alimentação equilibrada, rica em vegetais;
  • proteger-se contra os raios solares.

Portanto, como você pôde ver, é muito importante procurar um médico logo que aparecerem os primeiros sintomas, que podem estar relacionados ou não ao câncer de boca. Para isso, faz toda a diferença contar com uma clínica especializada, como a Oncomed BH, que oferece todo o suporte necessário para diagnosticar, prevenir e tratar doenças oncológicas.

Restaram questionamentos sobre quais são os sintomas e as formas de prevenção do câncer bucal? Quer saber mais e tirar as suas dúvidas com um médico? Então, entre em contato conosco e marque uma consulta agora mesmo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!