O que é câncer de mediastino e como é seu tratamento? Veja!

câncer de mediastino
6 minutos para ler

Por vezes, algumas doenças potencialmente mais sérias atingem partes do corpo que são menos conhecidas por pessoas que não atuam no ramo da saúde, mas isso não quer dizer que não devam receber a devida atenção e cuidado. Pensando nisso, preparamos este artigo falando sobre o que é câncer de mediastino e como é seu tratamento.

Trata-se de uma nobre região anatômica do ser humano, que está intimamente relacionada com órgãos imprescindíveis para a sobrevivência, como pulmões e coração, mas que pode ser acometida por tumores, tanto benignos quanto malignos. Continue lendo o post e aprenda mais sobre o assunto. 

Afinal, o que é o mediastino?

Primeiramente, é preciso compreender o conceito de mediastino. Como dissemos, é uma região anatômica bastante nobre, localizada entre os dois pulmões, no meio da caixa torácica. À sua frente, encontramos o osso esterno, enquanto a parte posterior é limitada pela coluna vertebral. Ou seja, é uma área cercada de estruturas nobres e muito importantes.

O espaço mediastinal contém o coração, parte do esôfago, nervos, traqueia, gânglios linfáticos e alguns dos maiores vasos torácicos, como as artérias pulmonares e a aorta, assim como as veias pulmonares e ázigos, por exemplo. Qualquer problema que ocorra ali, portanto, tem alto potencial de gravidade, mas boas perspectivas quando há um diagnóstico precoce.

O que é o câncer de mediastino?

Podemos caracterizar o câncer de mediastino como o crescimento de um ou mais tumores no espaço entre os pulmões. Na prática, isso quer dizer que a massa tumoral pode estar atingindo estruturas como esôfago, traqueia, coração, timo e parte do sistema linfático. Pode afetar pessoas de qualquer idade, com prevalência maior entre os indivíduos de 30 e 50 anos.

Quando o problema é detectado precocemente, as chances de cura tendem a ser bem maiores, especialmente quando o paciente oncológico é orientado por um especialista de qualidade e tem o tratamento adequado, de acordo com a histologia e as técnicas mais modernas disponíveis, bem como suas expectativas e necessidades.

É preciso lembrar que os cânceres de mediastino não costumam ser muito frequentes. Entre os mais comuns, estão os cistos pericárdicos, teratomas (tumores de linhagem germinativa), timoma (tumores malignos do timo), linfoma (tumor maligno de linhagem hematológica) e bócios intratorácicos ou tireoide ectópica.

Quais os sintomas do câncer do mediastino?

Os sintomas do câncer de mediastino podem ser bastante variáveis, dada a grande quantidade de estruturas importantes que estão no interior desse espaço anatômico, bem como nas suas adjacências. Em determinados casos, pode ser que não seja percebida nenhuma manifestação clínica, o que reforça a importância do acompanhamento médico e de exames de rotina.

Entre os principais sinais, podemos destacar aqueles relacionados com os sistemas respiratório e digestivo, como tosse seca, dificuldade para respirar, incômodo na deglutição, dor torácica, cansaço excessivo, febre alta, perda de peso inexplicável, suor noturno, falta de ar, alterações visuais, fadiga, calafrios, expectoração de sangue, entre outros.

Como é o diagnóstico do câncer do mediastino?

Como dissemos, as massas mediastinais podem ser causadas por uma variedade de tipos de tumores ou cistos. A identificação da causa mais provável considera a idade do paciente, seu histórico familiar, a localização e as manifestações clínicas apresentadas, lembrando que o câncer de mediastino também pode ser assintomático.

O médico fará uma anamnese detalhada e poderá solicitar uma série de exames, entre os quais podemos destacar o hemograma completo, marcadores tumorais, radiografia de tórax, tomografia computadorizada com biópsia e, se necessário, outras avaliações complementares. Com isso, será mais fácil traçar a conduta mais indicada e oferecer o tratamento adequado.

Quais as causas do câncer de mediastino?

As causas mais frequentes do câncer de mediastino dependerão da região afetada, mas podemos afirmar que, na maioria dos casos, elas estarão relacionadas com metástases originárias de tumores de pulmão ou mama. Eles também podem surgir a partir de cistos no coração, tumores neurogênicos e assim por diante.

Por essa forte conexão com o câncer de etiologia pulmonar, não podemos deixar de considerar que o tabagismo ou mesmo a exposição passiva ao tabaco são importantes fatores de risco. O histórico familiar e questões genéticas também não podem ser menosprezados, embora essa correlação ainda não seja claramente elucidada pela ciência.

Como é o tratamento do câncer de mediastino?

Como acontece em qualquer doença que afete o ser humano, a prevenção sempre é o melhor caminho. Ela pode ser feita pela adoção de hábitos saudáveis, distanciamento de vícios como o tabagismo e, principalmente, com um acompanhamento médico adequado, por meio do agendamento de consultas e pela realização de exames de rotina que forem prescritos.

No entanto, uma vez instalado o tumor mediastinal, o tratamento deverá ser orientado por um oncologista e, normalmente, deverá ser feito em uma clínica ou hospital especializado. As opções disponíveis poderão envolver estratégias como quimioterapia ou radioterapia, além da cirurgia para a remoção das massas ou mesmo do órgão afetado.

Por que dar atenção ao câncer de pulmão?

Como dissemos anteriormente, uma das causas mais frequentes do câncer de mediastino é uma metástase de um câncer de pulmão. Essa é uma doença extremamente comum em todo o mundo, atingindo homens e mulheres de diversas faixas etárias. No Brasil, são milhares de mortes todos os anos, e muitas delas poderiam ser evitadas.

Os maiores fatores de risco estão ligados ao consumo de derivados de tabaco, tanto ativo quanto passivo, relacionados com mais de 85% dos casos diagnosticados. Portanto, se você fuma ou conhece alguém que sofre com esse vício, é importante esclarecer o quanto isso pode ser nocivo e fazer o acompanhamento médico com ainda mais atenção.

Agora você já sabe o que é câncer de mediastino e como é seu tratamento. Não espere o surgimento de sintomas para agendar uma consulta, pois o acompanhamento adequado e o diagnóstico precoce são imprescindíveis para que qualquer conduta tenha muito mais chances de dar certo.

Gostou de saber o que é câncer de mediastino e como é seu tratamento? Quer marcar uma consulta com um médico de qualidade e fazer o acompanhamento adequado? Então, não perca mais tempo e entre em contato conosco!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!