Entenda de uma vez o que é câncer de próstata e seus sintomas

câncer de próstata
6 minutos para ler

Entender o que é câncer de próstata e aprender a identificar seus sintomas é essencial para o que as chances de cura sejam maiores. Esse tipo de câncer está entre os mais prevalentes em homens.

Nessa perspectiva, vamos explicar a dinâmica dessa doença, e apresentar informações que podem ser úteis. Acompanhe!

O que é câncer de próstata?

Antes de explicar o que é câncer de próstata, convém destacar que a próstata é uma glândula exclusivamente masculina, tem o formato de uma maçã ou uma noz e está localizada na parte inferior do abdômen: abaixo da bexiga e posteriormente ao reto (ânus). 

Como ela é um órgão integrado ao sistema reprodutor masculino, sua principal função é produzir e armazenar parte do fluido seminal que compõe a ejaculação.

Esse líquido produzido e armazenado na próstata vai nutrir e proteger os espermatozoides para garantir a fertilidade. Geralmente, a glândula prostática tem o tamanho de uma pequena noz, mas seu tamanho tende a aumentar com o passar da idade.

Já o câncer de próstata se caracteriza como uma alteração celular maligna que pode surgir principalmente em homens com idade maior que 60 anos. Esse tipo de tumor é multifatorial, ou seja, ele se desenvolve pela ação de diferentes influências. 

Assim como acontece com todos os tipos de tumores, quando é detectado no início, as chances de cura são grandes. O diagnóstico precoce é muito importante, já que o câncer de próstata apresenta altas taxas de cura em suas fases iniciais.

Quais os sintomas característicos do câncer de próstata?

Listamos alguns sintomas que são considerados marcadores para a confirmação da doença. Vale lembrar que, de forma isolada, esses sinais nem sempre têm relação com a próstata. Além disso, grande parte dos pacientes com a doença não apresentam sintomas, ou seja, são assintomáticos. Por isso, a visita regular ao médico é recomendada para manter a saúde em dia.

Confira agora os sintomas que, quando presentes, são os mais comuns relacionados a esse tipo de tumor:

  • fadiga;
  • dor lombar; 
  • sangue na urina;
  • dor nos testículos; 
  • dificuldade de urinar;
  • perda de peso; 
  • diminuição do jato de urina;
  • sensação de queimação na uretra; 
  • demora em começar e terminar de urinar;
  • necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite;
  • gotejamento urinário.

Quais os fatores de risco? 

O câncer de próstata se inicia por influência de diversos fatores. Em decorrências desses fatores surge uma mutação genética no DNA das células da próstata. Isso faz a célula perder a sua capacidade de controle de divisão, crescer e se dividir sucessivamente. Esse processo é comum à dinâmica do desenvolvimento de todos os tumores, mas o mecanismo exato que causa o câncer de próstata ainda é desconhecido.

A hipótese mais provável é a doença surja como resultado de uma combinação de fatores que se complementam e atuam em conjunto. Por isso, mesmo que a pessoa apresente um ou mais fatores de risco, não significa, necessariamente, que ela será acometida pela doença. 

Por outro lado, há diagnósticos confirmados em pacientes que não fazem parte de nenhum fator de risco. Isso reforça ainda mais a importância da atenção às medidas de prevenção e de diagnóstico precoce.

Enumeramos alguns fatores associados ao maior risco do desenvolvimento do câncer prostático. Veja quais são:

Idade

O risco do aparecimento do câncer de próstata aumenta bastante com a idade: a maioria dos diagnósticos é confirmada em indivíduos com mais de 60 anos. Porém, esse tumor pode surgir em homens mais jovens, principalmente se houver histórico familiar da doença.

Etnia

Os indivíduos de pele negra apresentam um risco maior para o desenvolvimento do câncer de próstata.

Alimentação

O excesso de gordura corporal típico da obesidade favorece a alimentação das células tumorais. Por isso, condições como o sedentarismo e o hábito de dietas pobres em legumes, frutas e verduras devem ser evitadas.

Histórico familiar

Homens com antecedentes familiares com a doença são mais propensos ao desenvolvimento dessa neoplasia. Quem tem pai, filho ou irmão com câncer de próstata deve ter atenção redobrada. O risco ainda é mais elevado se esse parente desenvolveu o tumor na próstata de forma precoce, ou se há mais de um caso na família.

Diagnóstico precoce

Como dissemos anteriormente, o câncer de próstata apresenta altas taxas de cura em suas fases iniciais e, para isso, o diagnóstico precoce é fundamental. Os exames preventivos – PSA sérico (exame de sangue) e toque retal – são os grande aliados para a detecção e, por isso, devem ser realizados por todos os homens a partir dos 50 anos. Quando há algum fator de riso, essa idade cai para 45 anos.

É possível prevenir o câncer de próstata?

A adoção de uma rotina saudável é fundamental para reduzir a possibilidade de desenvolvimento de diversos tipos de tumores. Seguem abaixo algumas sugestões:

  • fazer atividade física regularmente;
  • diminuir o consumo de álcool e de cigarro;
  • reduzir o consumo de alimento com excesso de açúcar e gordura saturada;
  • manter um peso corporal adequado à altura;
  • priorizar uma dieta rica em frutas, legumes, cereais e grãos integrais.

Como vimos, saber o que é o câncer de próstata e reconhecer seus principais sintomas é fundamental para o diagnóstico precoce e para direcionamento de intervenções terapêuticas mais adequadas.

Gostou desse artigo? Compartilhe-o nas redes sociais de seus contatos para que eles possam acompanhar nossas publicações!

Você também pode gostar

Deixe um comentário