Novembro Azul: entenda de uma vez o que é câncer de próstata e os seus sintomas

câncer de próstata
10 minutos para ler

Entender o que é o câncer de próstata e aprender a identificar os seus sintomas é essencial para que as chances de cura sejam maiores. Afinal, esse tipo de câncer está entre os mais prevalentes em homens. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), ele está atrás apenas do câncer de pele não melanoma, e as taxas de incidência no Brasil estão aumentando.

A fim de conscientizar a população sobre a gravidade da doença e acerca da importância da prevenção, foi criado o Novembro Azul. Para saber mais sobre esta data, além de informações sobre o câncer de próstata que possam ser úteis, continue a leitura deste artigo!

O que é o câncer de próstata?

Antes de explicar o que é o câncer de próstata, convém destacar que a próstata é uma glândula presente nos homens e que, normalmente, tem o tamanho de uma noz e se localiza abaixo da bexiga. O órgão está envolvido com a função reprodutiva masculina, já que gera substâncias que vão compor o sêmen.

O câncer de próstata acontece quando há a multiplicação de uma célula maligna no órgão, que pode crescer, invadir os tecidos locais e até se disseminar para outros órgãos. A grande maioria dos casos de câncer de próstata é de um tipo denominado adenocarcinoma, que nasce de células epiteliais, mas outros tipos, como o linfoma, o sarcoma e o carcinoma de pequenas células, apesar de serem bem mais raros, também podem acontecer.

Assim como ocorre com todos os tipos de tumores, quando ele é detectado logo no início, as chances de cura são grandes. Por esse motivo, o diagnóstico precoce é muito importante, já que o câncer de próstata apresenta altas taxas de cura em suas fases iniciais.

Quais são os sintomas característicos do câncer de próstata?

Listamos alguns sintomas que são considerados marcadores para a confirmação da doença. Vale lembrar que, de forma isolada, esses sinais nem sempre têm relação com a próstata. Além disso, uma grande parte dos pacientes com a doença não apresenta sintomas, ou seja, eles são assintomáticos. Por isso, a visita regular ao médico é recomendada para manter a saúde em dia.

Confira, a seguir, os sintomas que, quando estão presentes, são os mais comumente relacionados a esse tipo de tumor:

  • fadiga;
  • dor lombar;
  • presença de sangue na urina;
  • dor nos testículos;
  • dificuldade de urinar;
  • perda de peso;
  • diminuição do jato de urina;
  • sensação de queimação na uretra;
  • demora em começar e terminar de urinar;
  • necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou durante a noite;
  • gotejamento urinário.

Quais são os fatores de risco?

O câncer de próstata pode se iniciar por influência de diversos fatores. Em decorrência desses elementos, surge uma mutação genética no DNA das células da próstata. Isso faz a célula perder a sua capacidade de controle de divisão, crescer e se dividir sucessivamente. Esse processo é comum à dinâmica do desenvolvimento de todos os tumores, mas o mecanismo exato que causa o câncer de próstata ainda é desconhecido.

A hipótese mais provável é que a doença surja como o resultado de uma combinação de fatores que se complementam e que atuam em conjunto. Por essa razão, mesmo que a pessoa apresente um ou mais fatores de risco, isso não significa, necessariamente, que ela será acometida pela doença.

Por outro lado, há diagnósticos confirmados em pacientes que não têm nenhum fator de risco. Isso reforça ainda mais a importância da atenção às medidas de prevenção e ao diagnóstico precoce.

Enumeramos alguns fatores associados ao maior risco de desenvolvimento do câncer prostático. Veja quais são a seguir.

Idade

O risco de aparecimento do câncer de próstata aumenta bastante com a idade: a maioria dos diagnósticos é confirmada em indivíduos com mais de 60 anos. Porém, esse tumor também pode surgir em homens mais jovens, principalmente se houver um histórico familiar da doença.

Etnia

Os indivíduos de pele negra apresentam um risco maior para o desenvolvimento do câncer de próstata. Mesmo assim, é importante que a população masculina de todas as etnias adote os cuidados preventivos necessários.

Alimentação

O excesso de gordura corporal típico da obesidade é considerado em alguns estudos um fator de risco. Por isso, determinadas condições, como o sedentarismo e o hábito de manter dietas pobres em legumes, frutas e verduras, devem ser evitadas.

Histórico familiar

Homens com antecedentes familiares com a doença são mais propensos ao desenvolvimento dessa neoplasia. Logo, quem tem o pai, um filho ou um irmão com câncer de próstata deve ter atenção redobrada. O risco ainda é mais elevado se esse parente desenvolveu o tumor na próstata de forma precoce ou se houver mais de um caso na família.

Qual é a importância do diagnóstico precoce?

Como dissemos, o câncer de próstata apresenta altas taxas de cura em suas fases iniciais e, para isso, o diagnóstico precoce é fundamental. Os exames preventivos são os grandes aliados para a detecção e, por isso, devem ser realizados por todos os homens a partir dos 50 anos. Entretanto, quando há algum fator de risco, essa idade cai para 45 anos.

Vale lembrar que, muitas vezes, a fase inicial da doença é assintomática, ou seja, não apresenta sintomas. Por isso, é tão fundamental conversar com um médico urologista e  discutir sobre a possibilidade de fazer o rastreamento com os seguintes exames:

– PSA sérico: é um exame de sangue para detectar um antígeno prostático específico;

– toque retal: apesar dos mitos e dos preconceitos que envolvem o procedimento, saiba que cerca de 20% dos homens com câncer de próstata são diagnosticados somente por alterações encontradas no toque retal, como o endurecimento da glândula ou a presença de nódulos suspeitos.

Quais são os tipos de câncer de próstata?

A maioria dos casos de câncer de próstata são do tipo adenocarcinoma, que são aqueles que começam com a multiplicação anormal das células produtoras de sêmen. Os outros tipos, que são o linfoma, o sarcoma e o carcinoma de pequenas células, são bem raros. Alguns tumores se espalham pelo corpo de forma mais rápida, mas, felizmente, a maior parte dos casos se desenvolve lentamente.

Quais são os exames realizados para identificar a doença?

Como dissemos, os principais exames realizados para a identificação do câncer de próstata são o exame de toque retal e o exame de sangue. No toque retal, o médico insere o dedo no ânus do paciente para verificar se há sinais de inconformidades na próstata. O processo é realizado com todos os cuidados e com dispositivos de proteção, contribuindo para a identificação precoce de qualquer problema.

O exame de sangue, por sua vez, detecta a presença anormal de uma substância produzida pela próstata, o PSA, que é a sigla de Antígeno Prostático Específico. Quando há alguma alteração no órgão, a quantidade de PSA na corrente sanguínea, em geral, pode sofrer algum aumento.

É bom lembrar que esses procedimentos são complementares. O médico pode solicitar mais alguns exames para a realização do diagnóstico definitivo , como é o caso da biópsia, que pode ser feita quando houver a suspeita da doença. Nesse procedimento, são retirados alguns fragmentos da próstata para serem analisados. A ressonância da próstata também pode ser útil.

É possível prevenir o câncer de próstata?

A adoção de uma rotina saudável é fundamental para reduzir a possibilidade de desenvolvimento de diversos tipos de tumores. Seguem, abaixo, algumas sugestões:

  • fazer atividades físicas regularmente;
  • diminuir o consumo de álcool e de cigarro;
  • reduzir o consumo de alimentos com excesso de açúcar e de gordura saturada;
  • manter um peso corporal adequado à altura;
  • priorizar uma dieta rica em frutas, em legumes, em cereais e em grãos integrais;
  • proteger-se durante as relações sexuais;
  • fazer check-ups periódicos, de acordo com a orientação médica.

Você conhece a campanha Novembro Azul?

Agora que você já sabe mais sobre o câncer de próstata e acerca de como o diagnóstico precoce é tão fundamental para salvar vidas e também para melhorar a qualidade do cotidiano dos pacientes, vale a pena se informar mais sobre o Novembro Azul.

A campanha surgiu na Austrália, a partir da iniciativa de dois amigos — Travis Garone e Luke Slattery. Na época, o bigode estava fora de moda, e eles se inspiraram na campanha que a mãe de um colega fez com relação ao combate ao câncer de mama. A proposta dos dois foi deixar o bigode crescer e associá-lo ao combate ao câncer de próstata, já que a data relacionada a essa condição seria celebrada no mês de novembro.

A ideia surgiu em 2004, foi se ampliando e, no ano seguinte, surgiu a Movember Foundation. No Brasil, a campanha chegou em 2008, trazida pelos esforços da Sociedade Brasileira de Urologia e do Instituto Lado a Lado pela Vida. O símbolo da campanha é, então, o bigode; por isso, é comum que, no mês de novembro, os homens não façam a barba. Também é possível observar diversos prédios e monumentos das cidades iluminados com a cor azul.

Hoje, a campanha já ocorre em mais de 20 países e tem como principal proposta a conscientização para a prevenção e para a quebra do preconceito em relação ao exame de toque retal. O procedimento preventivo, que é muito simples, ajuda na detecção precoce da doença e auxilia a salvar muitas vidas.

Como vimos, saber o que é o câncer de próstata e reconhecer os seus principais sintomas é fundamental para o diagnóstico precoce e para o direcionamento de intervenções terapêuticas mais adequadas. Esse problema, se detectado nos estágios iniciais, tem grande chance de cura.

O mais relevante em relação ao tema é tomar todos os cuidados necessários e fazer os procedimentos preventivos no momento recomendado. A medicina atual conta com bons recursos para o enfrentamento do câncer de próstata no início da doença. Assim, o essencial é o paciente se cuidar, fazer check-ups e buscar orientação médica quando necessário.

Gostou deste artigo e de saber mais sobre o Novembro Azul? Agora que você já tem mais informações sobre o câncer de próstata e acerca da importância de contar com um time médico preparado, entre em contato com a nossa equipe e saiba como podemos ajudar!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!