Câncer em idosos: entenda como é o diagnóstico e o tratamento

Câncer em idosos
6 minutos para ler

Diversos fatores podem contribuir para a ocorrência de um câncer, e entre eles a idade. De fato, a incidência de câncer em idosos é cerca de 11 vezes maior do que em pessoas mais novas, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca). Obviamente, isso pode depender bastante do tipo da doença, mas o envelhecimento é mesmo um fator relevante.

No entanto, por que os tumores são mais frequentes em pessoas acima dos 65 anos? Existem muitas explicações possíveis — entre elas, a permanência de maus hábitos por muitos anos. Por isso mesmo, é tão importante avaliar o histórico de cada paciente para entender o que pode ter contribuído para o desenvolvimento do câncer.

De qualquer forma, a idade é sempre considerada como um ponto sensível para o diagnóstico e para o tratamento de um tumor. Quer saber mais sobre o assunto? Continue lendo e veja mais sobre a ocorrência de câncer em idosos e sobre quais os cuidados que devem ser tomados com os pacientes acima dos 65 anos.

Por que a idade é um fator de risco para o câncer?

Décadas de maus hábitos, como uma alimentação inadequada, o sedentarismo, a exposição excessiva ao sol e o abuso de bebidas alcoólicas e do cigarro, podem levar a um câncer na terceira idade. Na verdade, esses fatores são relevantes para o desenvolvimento de um tumor em qualquer momento da vida de uma pessoa. No entanto, a fisiologia do idoso contribui para que isso aconteça.

Isso porque as reservas fisiológicas do indivíduo reduzem de forma natural e gradual com o envelhecimento. A reserva fisiológica consiste no conjunto de condições basais responsáveis pela capacidade do organismo de restaurar a sua homeostase quando passa por uma situação de estresse físico. Já a homeostase é a condição de equilíbrio do corpo para que ele funcione de maneira adequada.

Portanto, podemos dizer que a maior incidência de câncer em idosos pode ser justificada pela perda da capacidade de recuperação do equilíbrio do organismo. Essa é uma consequência natural do envelhecimento. No entanto, caso a pessoa não tenha hábitos saudáveis, ela se torna mais propensa a desenvolver a doença.

Entre os tipos de câncer mais comuns em idosos, está o câncer de pele não melanoma, que acontece, justamente, após anos de exposição ao sol sem proteção. Também são recorrentes o câncer de próstata nos homens e o de mama nas mulheres, além de tumores no cólon, no reto e no estômago e a neoplasia do pulmão.

Como é o diagnóstico e como se dá o tratamento de câncer em idosos?

O câncer em idosos pode apresentar sintomas diversos, de acordo com cada caso. Os sintomas vão depender do órgão afetado e do estágio da doença. Por exemplo: podem ocorrer a perda de apetite, emagrecimento e alterações do hábito intestinal em tumores gastrointestinais. Já nódulos, manchas irregulares em crescimento ou feridas na pele podem ser indícios de câncer de pele.

O diagnóstico de câncer é geralmente confirmado através do exame anatomopatológico, no qual se avalia o tipo de célula causador da doença. A partir daí o médico pode traçar um planejamento sobre o melhor tratamento para aquele caso.

O tratamento do câncer em idosos envolve uma equipe multidisciplinar, que inclui médicos da área de oncologia e geriatria, além de outros profissionais da saúde, como psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas. Esse trabalho é importante, pois a pessoa idosa requer cuidados especiais.

Por sinal, com o aumento dos casos de câncer em pessoas com mais de 60 anos e com o envelhecimento da população de modo geral, o atendimento oncogeriátrico tem ganhado mais espaço em clínicas e hospitais. Isso porque o tratamento nessa faixa etária vai depender bastante do estado do idoso.

Ao avaliar o idoso, a equipe multidisciplinar deve considerar não apenas a condição de saúde e o avanço da doença, mas também o estado nutricional, a capacidade cognitiva, as comorbidades (doenças preexistentes) e, principalmente, a funcionalidade. É preciso analisar se a pessoa idosa será capaz de cuidar de si mesma e se terá o apoio de familiares.

Depois dessa avaliação, a equipe vai traçar a melhor estratégia para o tratamento, que pode envolver quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia e procedimentos cirúrgicos, de acordo com as condições físicas e clínicas do paciente. De todo modo, são sempre priorizados o bem-estar e a qualidade de vida da pessoa idosa, buscando manter ao máximo a sua funcionalidade e a sua cognição.

Quais são os cuidados com idosos com câncer?

Muitos idosos respondem bem ao tratamento do câncer, principalmente quando a doença é descoberta nos estágios iniciais. Isso vai depender bastante do estado do paciente e da existência de outros problemas de saúde.

O problema em si é que o próprio tratamento do câncer pode ser bastante debilitante para os idosos. Daí a necessidade de um acompanhamento constante de uma equipe multidisciplinar, em todas as fases da doença. Um atendimento humanizado, com um bom manejo da dor e de cuidados paliativos quando indicado, pode fazer toda a diferença mesmo após o tratamento.

O fato é que a ciência tem avançado bastante, favorecendo a recuperação do paciente. Mesmo assim, o diagnóstico precoce ainda é a melhor forma de garantir a cura da doença. Por isso, é fundamental realizar exames preventivos indicados para cada faixa etária. Caso seja necessário fazer um acompanhamento oncológico, o ideal é procurar uma clínica especializada, que possa oferecer um atendimento com qualidade e responsabilidade.

Além disso, é fundamental adotar hábitos saudáveis para a prevenção do câncer em idosos e em pessoas de qualquer idade. Portanto, o melhor é realizar atividades físicas regularmente, alimentar-se de forma equilibrada e abandonar vícios que fazem mal, como o cigarro. Essas mudanças são decisivas para quem quer ter mais saúde e qualidade de vida.

Gostou de saber como é o diagnóstico e como se dá o tratamento de câncer em idosos? Quer ter mais informações sobre o assunto? Então, entre em contato conosco para tirar as suas dúvidas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!