Conheça aqui as melhores dicas de como lidar com o luto

como lidar com o luto
6 minutos para ler

Perder um ente querido é algo que pode minar a saúde mental, a emocional e até mesmo a física de qualquer pessoa. No entanto, invariavelmente, é uma situação a qual todos nós teremos que enfrentar, mais cedo ou mais tarde. Pensando nisso, reunimos, neste post, algumas das melhores dicas de como lidar com o luto.

Ele pode ser dividido em algumas fases diferentes, nas quais experimentamos sensações e desafios distintos, que podem ser superados com um pouco mais de facilidade e com um pouco mais de conhecimento e de compreensão. Quer descobrir como fazer isso? Então, não deixe de conferir o conteúdo a seguir.

Afinal, o que é o luto?

Podemos definir o luto como o processo enfrentado por uma pessoa ao perder um parente, um amigo, um colega ou qualquer ente querido. Na realidade, podemos experimentar sensações semelhantes também quando há uma perda abrupta de vínculos afetivos intensos, como ocorre em divórcios, términos de namoros longos ou com a demissão de um emprego de muitos anos.

Quando isso ocorre, é natural experimentar um estado de recolhimento, interligado a trajetórias emocionais complexas, de durações e magnitudes variadas. Entre as externalizações mais comuns, estão crises de choro, apatia, tristeza, frustração, perda de interesse pelas atividades do dia a dia, medo, angústia, desesperança, entre outras.

Quais são as fases do luto?

Embora o luto seja quase sempre uma experiência bastante dolorosa, ele se faz necessário para que a pessoa consiga processar o fato ocorrido e superá-lo, voltando a enfrentar o mundo e os seus desafios. O que muita gente não sabe é que ele conta com fases bem definidas, bastante distintas, mas complementares entre si. Entenda mais a seguir.

Negação 

A negação é considerada como a primeira das fases do luto. Quando uma pessoa toma conhecimento da morte de um ente querido ou recebe um diagnóstico de câncer, por exemplo, a ação imediata costuma ser a de rejeição. Isso ocorre até mesmo como uma forma de autopreservação e de autoproteção, que pode durar minutos, dias ou semanas. 

Raiva

A raiva é a segunda das fases do luto e pode soar bastante familiar para quem já enfrentou esse tipo de situação. Afinal, é normal ficar revoltado com a perda de algo valioso, despertando sentimentos de raiva, de angústia, de desespero, de culpa e de frustração. É um momento que demanda cuidados, sobretudo para evitar atitudes autodestrutivas.

Barganha

A fase de barganha no período de luto se constitui pela tentativa de fazer negociações, consigo mesmo ou com uma entidade superior, de acordo com o credo de cada pessoa. Mesmo com a consciência da impossibilidade de mudar algo, tendemos a alimentar esperanças irracionais para consolarmos a nós mesmos e a quem estiver próximo. 

Depressão

A depressão é uma das fases do luto mais intensas e a pessoa é acometida por um enorme sofrimento, que poderá se prolongar por semanas, meses, ou, em casos mais graves, até mesmo por anos. Trata-se de uma concentração maior do fato ocorrido, que desperta um estado depressivo e dificuldades no retorno à vida normal.

Aceitação

A aceitação é a última das fases do luto e, como o próprio nome já diz, ocorre quando a pessoa aceita a perda de alguém, uma demissão inesperada ou um diagnóstico nada agradável. É a efetiva compreensão da realidade, na qual sentimentos de angústia e de dor já foram externalizados e processados, permitindo agora certa sensação de paz interior. 

Quais são as melhores dicas para lidar com o luto?

Agora que você já está familiarizado com o conceito e descobriu que o luto pode ter cinco fases diferentes, vamos partir para um conteúdo mais prático e dar algumas dicas para lidar com uma situação tão complexa. Lembre-se de que a aceitação pode ser trabalhada para que ocorra com mais facilidade, sobretudo com algumas ações pontuais. Veja quais são abaixo.

Não ignore o que aconteceu

O primeiro passo para lidar com o luto é não ignorar o que aconteceu. Como dissemos, embora não seja um período agradável, ele é necessário para que a gente compreenda os fatos e consiga processá-los da melhor maneira. Invariavelmente, você passará por uma transformação psíquica profunda e relevante na sua vida.

Não se cobre muito e procure dar passos conforme as suas possibilidades. Se você está sem nenhum apetite, por exemplo, não precisa “empurrar” todas as refeições do dia, mas tente manter uma alimentação leve e saudável. Viver o luto é imprescindível e você não deve escondê-lo ou evitar falar sobre o assunto quando precisar.

Fique próximo de quem você ama

Ficar perto de quem a gente gosta é sempre algo positivo, que traz benefícios para a saúde física e mental. Quando estamos de luto, isso pode ser ainda mais importante, pois o ser humano é um animal social e depende do seu grupo para sobreviver aos desafios, dos mais primitivos aos mais “sofisticados”.

A tristeza acaba fazendo com que a gente tenha uma inclinação ao afastamento dos amigos, da família e dos colegas de trabalho, mas isso, de modo geral, é um erro. De acordo com a etapa na qual você se encontra e sem maiores pressões, tente retornar à rotina, frequentando locais que tragam boas sensações e junto a companhias que ofereçam suporte.

Procure uma ajuda especializada

Por fim, uma das melhores dicas em se tratando de como lidar com o luto é procurar uma ajuda especializada. Isso pode auxiliá-lo no processamento de todas as fases e etapas, além de contribuir para a identificação de demandas, necessidades e anseios que você mesmo pode não ter percebido. A terapia, portanto, pode ser uma ótima escolha.

Um profissional poderá oferecer elementos para que você lide com a frustração, com o medo da morte, com o diagnóstico de doenças graves e com as emoções decorrentes do que está acontecendo em sua vida, de forma que você possa retornar às suas atividades rotineiras e encarar a transformação como algo natural. A ferida permanece, mas você aprenderá a lidar muito melhor com ela.

Como você pôde ver, lidar com o luto não é uma tarefa simples, mas é necessária e pode ser vencida mais facilmente caso você adote algumas medidas simples e eficazes.

Conhecer as melhores dicas de como lidar com o luto foi útil para você? Quer conferir mais artigos como este? Então, não deixe de seguir a página da Oncomed BH no seu Facebook!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!