Quais os direitos e deveres do paciente oncológico?

direitos e deveres do paciente
6 minutos para ler

Por si só, o momento no qual uma pessoa descobre uma doença já é muito complicado, tendo em vista que a saúde é o bem mais precioso e ela tem uma tremenda influência em todos os outros aspectos da nossa vida, não é mesmo? Pensando nisso, resolvemos preparar este post para explicar quais os direitos e deveres do paciente oncológico na Oncomed BH.

Saber quais são esses direitos e deveres é fundamental tanto para cobrar o que é devido quanto para respeitar determinadas obrigações, fazendo com que um período potencialmente muito difícil passe de maneira mais tranquila e com menos percalços. Quer descobrir como fazer isso? Então, não deixe de continuar a leitura!

Direitos do paciente oncológico

Para começar, vamos falar um pouco mais sobre os principais direitos do paciente oncológico na Oncomed. Alguns estão diretamente relacionados à questão do tratamento, outros envolvem possibilidades de benefícios no poder público. De qualquer maneira, quem estiver passando por um momento tão complexo, definitivamente, não deve abrir mão deles. Confira!

Direito de receber informações claras

Um dos mais relevantes e evidentes direitos do paciente oncológico ou mesmo daqueles que sofrem com outras doenças é o de receber um tratamento com dignidade, tendo acesso a informações claras e compatíveis com seu nível de compreensão. Isso vale para o diagnóstico, ações terapêuticas e o que pode decorrer delas.

Esse é um direito fundamental porque a pessoa pode, a qualquer instante, consentir ou recusar procedimentos, bem como medicamentos que serão administrados. Sobre o sangue ou hemoderivados, o paciente também tem o direito de saber sua origem, validade e solicitar a comprovação das sorologias realizadas, com condutas profissionais que resguardem sua privacidade.

Direito de ser sempre respeitado

Outro dos principais direitos do paciente oncológico é o de sempre ser respeitado, seja pelos profissionais que estão prestando o atendimento ou pela sociedade como um todo. Sabidamente, esse é um momento de grande complexidade, que não deve jamais ser agravado por conta de crenças espirituais, religiosas ou morais.

Para a manutenção de sua saúde mental, além do auxílio psicológico, as instituições devem disponibilizar um canal direto de comunicação, como uma ouvidoria, por meio da qual podem ser recebidas queixas, críticas ou elogios. Para os que têm mais de 60 anos, limitações físicas ou dependência psíquica, é assegurado o direito, em tempo integral, de um acompanhante.

Direito de sacar o Fundo de Garantia

A fase de tratamento de um câncer, bem como de diversas outras doenças crônicas de maior gravidade, costuma impor grandes dificuldades financeiras para boa parte dos pacientes em nosso país. Por isso, um direito social assegurado há algum tempo é o de sacar o saldo do FGTS, sigla para o famoso Fundo de Garantia por Tempo de Serviço.

Por isso, o portador de neoplasias malignas, ou mesmo aqueles que têm dependentes com tal diagnóstico, podem solicitar o saque, levando algumas documentações comprobatórias, como o atestado médico com validade de 30 dias. O valor recebido deve incluir todas as contas pertencentes ao trabalhador, inclusive a relacionada ao atual contrato de trabalho.

Deveres do paciente oncológico

Agora que você já aprendeu um pouco mais sobre os direitos que um paciente oncológico possui, chegou a hora de abordarmos outro tema relevante, que são seus deveres. Embora o período de tratamento de câncer seja bastante complexo, existem algumas atribuições que precisam ser seguidas, de forma a obter o melhor resultado possível para todos. Confira quais são!

Dever de prestar informações apropriadas

É provável que o mais relevante dos deveres do paciente oncológico seja o de prestar informações apropriadas para o seu médico, no caso o especialista em oncologia. Isso é imprescindível não apenas para que o médico possa usar seus conhecimentos para traçar o diagnóstico e as condutas mais adequadas, mas também para o próprio desfecho do caso.

Em outras palavras, é muito importante que a pessoa tenha responsabilidade para que sua recuperação ocorra da melhor maneira, sem dificuldades desnecessárias ou eventuais interrupções. Ou seja, é preciso informar sobre queixas, sintomas, alergias, uso de medicamentos, adição a drogas, tabagismo, etilismo e demais dados sobre o estado de saúde.

Dever de respeitar a privacidade dos outros

No tópico acima, falamos sobre a responsabilidade do paciente oncológico sobre o seu próprio tratamento, que se faz presente até mesmo em caso de recusa. Porém, além da disponibilidade de informações completas, é preciso compreender que outras pessoas estarão passando por problemas similares ou até mesmo iguais, no mesmo estabelecimento de saúde.

Por isso, um dos deveres mais importantes é o de respeitar a privacidade dos outros, não sendo invasivo ou inconveniente em um momento tão delicado para todos. O mesmo vale para situações da rotina cotidiana, que possam colocar em risco sua integridade física ou a da sua comunidade, adotando medidas preventivas para evitar que isso possa acontecer.

Dever de ficar em sintonia com as normas

Por fim, é preciso ficar em sintonia com as normas que serão estabelecidas em cada local de atendimento, o que faz com que isso se configure como mais um dos deveres do paciente oncológico. Cada serviço ou estabelecimento terá suas próprias regras, que podem variar de lugar para lugar, mas que devem ser respeitadas, inclusive pelos eventuais acompanhantes.

Nesse sentido, ações essenciais são a facilitação do acesso aos seus documentos e, quando solicitados, aos resultados de exames antigos. Comunicar à ouvidoria e às autoridades competentes sobre irregularidades relacionadas ao tratamento, em ambientes públicos ou privados, bem como comunicar à vigilância sanitária a ocorrência de doenças transmissíveis.

Pronto! Se você chegou até aqui, já sabe muito bem quais são os principais direitos e deveres de um paciente oncológico na Oncomed BH. Para garanti-los, além de aumentar os seus conhecimentos, você deve estar atento quanto à sua própria conduta, além de priorizar estabelecimentos de saúde com elevada credibilidade e autoridade dentro do segmento, como é o caso da Oncomed BH.

Gostou de aprender quais são os principais direitos e deveres do paciente oncológico? Quer aumentar os seus conhecimentos sobre o tema e evitar problemas durante um momento tão complicado da sua vida? Então, não perca mais tempo e confira também nosso outro post que fala mais sobre os direitos do paciente!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Marque sua consulta pelo WhatsApp!