O que é incontinência urinária? Entenda mais sobre o assunto aqui!

incontinência urinária
3 minutos para ler

A incontinência urinária é uma doença que gera muitas dúvidas. Mais do que “fazer xixi nas calças“, esse é um problema que envolve uma série de fatores e que pode atingir homens e mulheres de todas as idades, pelos mais diversos motivos.

Basicamente, trata-se da perda involuntária da urina, o que pode ocorrer na forma de pequenos escapes diários ou como uma perda maior. Os motivos para que essas situações aconteçam envolvem desde a falta de força muscular para segurar a urina, a incapacidade de esvaziar a bexiga por completo até problemas emocionais e tumores.

Diante de tantos motivos para que ela ocorra, é essencial buscar ajuda médica assim que o problema for percebido. Entenda mais sobre o assunto!

Os principais tipos de incontinência urinária

Como você viu, pequenos escapes até uma grande liberação de urina são sintomas comuns da incontinência. Entre os cenários mais usuais em que essa liberação pode acontecer, estão:

  • de esforço: é a liberação involuntária que acontece ao tossir, espirrar ou rir, por exemplo;
  • de urgência: acontece a partir de uma vontade súbita de urinar, quando não há tempo de chegar ao banheiro;
  • por transbordamento: ocorre devido ao vazamento da bexiga, caracterizado por um jato fraco de urina;
  • funcional: surge devido a uma limitação física ou intelectual que impede a ida ao banheiro ou o processo de desabotoar a roupa a tempo, por exemplo.

A relação com outros fatores

O sistema nervoso autônomo é o responsável pelo controle da liberação da urina, mas existem alguns fatores que podem estar diretamente relacionados à incontinência urinária, como:

  • gravidez e parto;
  • obesidade;
  • tosse crônica (no caso dos fumantes);
  • problemas na musculatura do assoalho pélvico ou dos esfíncteres;
  • problemas pulmonares que pressionam a região abdominal;
  • infecção urinária;
  • estresse emocional;
  • prisão de ventre;
  • tratamentos, como as cirurgias, a radioterapia e a quimioterapia feitas para o combate do câncer de colo de útero, que podem acabar prejudicando os músculos do assoalho pélvico.

As formas de prevenção

Algumas atitudes simples podem ajudar a prevenir a incontinência urinária em pessoas de todas as idades. Entre as mais comuns, podemos citar:

  • o controle do diabetes;
  • o controle do peso;
  • o fim do tabagismo;
  • a diminuição da ingestão de bebidas com cafeína e alcoólicas;
  • uma alimentação rica em fibras;
  • a prática de atividades físicas;
  • o hábito de cuidar das micções, não indo ao banheiro apenas quando já for urgente.

Falar com o seu médico é sempre fundamental e no caso da incontinência urinária, alguns medicamentos diuréticos podem agravar o problema. Por isso o acompanhamento profissional é essencial para que todos os fatores sejam avaliados. Você pode procurar especialistas no assunto:

  • ginecologista;
  • urologista;
  • geriatra;
  • clínico geral.

A incontinência urinária é um problema comum e que não deve ser motivo de constrangimento. Se você reconheceu os principais sintomas em você ou em algum familiar, procure atendimento médico. Afinal, o problema pode indicar uma doença mais grave, que precisa de tratamento imediato.

E você, já conviveu ou conhece alguém que convive com a incontinência urinária? Compartilhe a sua experiência nos comentários para que possamos dividir mais conhecimentos sobre o assunto!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!