Entenda a relação da insônia com o câncer e como tratá-la

insônia
3 minutos para ler

É importante ter um sono de qualidade para descansar o corpo e relaxar a mente. Mas e quando não conseguimos dormir? Além da irritação, passamos o dia sem disposição, o que prejudica demais a saúde.

Para quem faz tratamento contra o câncer, a insônia pode atrapalhar ainda mais, já que a pessoa está com o sistema imunológico enfraquecido devido às medicações.

Neste post, vamos falar sobre as causas da insônia e como os pacientes oncológicos podem tratar a dificuldade de dormir para que ela não prejudique a sua qualidade de vida. Continue a leitura!

O que é insônia e quais as principais causas?

A insônia é um quadro caracterizado pela dificuldade em adormecer ou manter o sono. Pode ser um problema passageiro, ou seja, decorrente de algo que ocorreu no dia, ou ser mais frequente, deixando a pessoa bastante cansada.

É um distúrbio que pode ter diferentes causas, como:

  • estresse;
  • ansiedade;
  • depressão;
  • algum tipo de dor;
  • ambiente inadequado para dormir;
  • consumo de alimentos ou bebidas estimulantes à noite;
  • uso de alguns medicamentos.

Qual a relação da insônia com o câncer?

Para pacientes com câncer, a insônia pode ser um efeito colateral do tratamento quimioterápico, por exemplo. Pode ainda ser decorrente da tensão que a pessoa passa por enfrentar a doença.

Uma pesquisa publicada na revista Sleep Medicine apontou que há uma prevalência elevada (49,4%) de sintomas de insônia em pacientes com câncer. O estudo mostrou, ainda, que esse distúrbio tende a não desaparecer sozinho mesmo após o tratamento da doença ser finalizado.

A questão é que as terapias contra o câncer já deixam a pessoa indisposta e cansada, além de ela ficar com a imunidade mais frágil. Desse modo, é preocupante quando o paciente sofre com a dificuldade de manter o sono, pois isso vai trazer mais fadiga e estresse.

Como esse problema pode ser tratado?

É importante procurar tratamento para a insônia, pois ela traz prejuízos para a qualidade de vida e para a saúde do paciente oncológico. Contudo, mais indicado do que o tratamento medicamentoso, que reduz seus efeitos após a sua interrupção, o ideal é fazer a higiene do sono. Algumas dicas são:

  • manter o quarto como o ambiente exclusivo para dormir — evitar assistir à TV, ler um livro ou mexer no celular na cama;
  • deixar o quarto escuro, silencioso e confortável;
  •  fazer atividade física leve durante o dia para que o corpo fique mais relaxado para adormecer;
  • evitar pratos pesados na hora do jantar;
  • não consumir alimentos e bebidas estimulantes antes de dormir, como café e chocolate;
  • ter o costume de adormecer e acordar no mesmo horário.

Receber atendimento psicológico como parte do tratamento contra o câncer vai ajudar a deixar o paciente menos ansioso e mais tranquilo. Terapias alternativas, como acupuntura, também são recomendadas para que a pessoa durma melhor.

O paciente oncológico precisa ter qualidade na hora de dormir para garantir o bom funcionamento do organismo e de sua saúde mental. Assim, caso sofra com a insônia, deve procurar apoio médico, além de modificar alguns hábitos para fazer a higiene do sono.

Lembra que falamos que a acupuntura pode ajudar a reduzir a dificuldade para dormir? Então, confira também por que essa terapia é indicada para pacientes em quimioterapia!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!