Longevidade: confira 7 dicas essenciais para viver mais e melhor

longevidade
6 minutos para ler

Cada vez mais, as pessoas estão se preocupando com a saúde e com o bem-estar, adotando bons hábitos, como a prática de atividades físicas e uma alimentação equilibrada. Tudo isso tem refletido na longevidade. De fato, nos dias de hoje, vive-se bem mais do que há alguns anos, mas será que estamos vivendo melhor?

Afinal de contas, em contrapartida, as pessoas também estão consumindo mais produtos industrializados, dormindo menos e passando por mais situações de estresse. Se, por um lado, os avanços científicos permitiram uma vida mais longa, por outro, a rotina das grandes cidades pode favorecer o surgimento de doenças, físicas e mentais.

Diante disso, o ideal é a busca pelo equilíbrio. Neste artigo, daremos 7 dicas essenciais para você ter mais longevidade e qualidade de vida. Continue lendo e saiba mais!

1. Consuma muita água

A nossa primeira dica é uma das mais essenciais para quem quer ter uma vida longa e com saúde. Beber bastante água é um pré-requisito para a manutenção de diversas funções do organismo, como a regulação da temperatura, a nutrição das células e a hidratação.

Assim, o ideal é beber entre 2 e 3 litros de água todos os dias. Para facilitar, você pode deixar uma garrafa ou um copo sempre ao alcance das mãos. Apesar de consumi-la pura ser a melhor opção, quem tem dificuldade pode substituir uma parte por chás, sucos naturais e frutas frescas.

Vale lembrar que o nosso organismo é composto por cerca de 70% de água. No entanto, essa quantidade tende a reduzir naturalmente com o tempo, como resultado do envelhecimento. Dessa forma, quem quer viver mais e melhor deve beber muita água e se manter hidratado.

2. Prefira uma alimentação natural

Uma alimentação saudável tem sido bastante almejada, tanto por quem quer ter mais saúde quanto por aqueles que desejam manter a forma física. Já é reconhecida a importância de manter um equilíbrio entre as quantidades de proteínas, carboidratos e gorduras, consumindo fontes de sais minerais, vitaminas e fibras. Mas, independentemente da motivação, é necessário fazer escolhas inteligentes.

Isso porque muitos alimentos industrializados são vendidos como saudáveis. Eles contêm grande quantidade de corantes e conservantes artificiais, que liberam radicais livres, substâncias que aceleram o envelhecimento celular, provocando diversas doenças. 

Ainda que sejam ricos em proteínas e gorduras insaturadas e pobres em carboidratos, como as versões “light” e “diet”, esses alimentos podem conter diversas substâncias nocivas à saúde. Por isso, o melhor mesmo é preferir alimentos naturais, como verduras, frutas, legumes, carnes e peixes.

3. Controle o estresse

A longevidade também está diretamente ligada à nossa saúde mental. De nada adianta cuidar do corpo e se esquecer da mente. Em situações estressantes, o organismo libera substâncias, como o cortisol, que contribuem para o envelhecimento e aumentam a chance de ocorrência de doenças, como o câncer.

O equilíbrio do corpo depende bastante do bem-estar emocional, da paz interior e da satisfação pessoal. Por isso mesmo, é tão importante tentar controlar o estresse, tanto evitando algumas situações quanto aprendendo a lidar melhor com elas. 

Além disso, é bom incluir momentos de lazer, descompressão e autocuidado na rotina. Você pode inserir uma atividade relaxante, como meditação e Yoga, ou algo que dê prazer, como ler um livro e se divertir com os amigos e a família.

4. Durma bem todas as noites

Muita gente ainda negligencia a importância de dormir bem, mas o sono é fundamental para ter uma vida longa e saudável. Enquanto dormimos, o organismo processa as informações adquiridas durante o dia, reparando problemas, produzindo novas substâncias benéficas e fazendo uma desintoxicação.

Durante a noite, são produzidos hormônios reparadores e substâncias antioxidantes, que combatem o envelhecimento. Também é nessa hora que a nossa mente descansa, evitando o acúmulo de estresse.

Desse modo, é fundamental dormir cerca de 8 horas, todas as noites. Não adianta dormir mal em um dia e tentar compensar no outro, pois é essa regularidade que proporciona saúde e bem-estar em longo prazo.

 5. Pratique atividades físicas

O sedentarismo já faz parte da vida moderna. As pessoas passam muito tempo sentadas, sem se movimentar muito. E isso tem sido o fator responsável pelo crescimento de inúmeras doenças crônicas, como a obesidade, o diabetes e os problemas cardiovasculares, que impactam diretamente a longevidade.

Para evitar essas doenças, o ideal é praticar atividades físicas, como caminhada, corrida e natação, e exercícios, como a musculação. Essa é uma forma de compensar a falta de movimento do dia a dia, contribuindo para a perda de peso, para o ganho de massa muscular e para o aumento na força e na resistência do corpo.

No entanto, essas atividades devem, de fato, fazer parte da rotina. Fazer exercícios apenas uma ou duas vezes por semana pode provocar um estresse físico ainda maior, com a ocorrência de lesões graves. Também é importante ter o acompanhamento de um profissional para que os exercícios sejam feitos corretamente.

 6. Mantenha uma vida social ativa

Diversos estudos já comprovaram que as pessoas precisam de outras para viver melhor. O convívio social ajuda a manter a saúde física e mental, contribuindo para a produção de substâncias benéficas ao organismo.

A interação com a família e os amigos ajuda as pessoas a viverem mais e com mais qualidade, pois aumenta a função cerebral. Ou seja, é bom sempre conversar com os outros, fazer atividades em grupo e manter os relacionamentos saudáveis.

 7. Faça check-ups periódicos

Por fim, a nossa última dica para ter mais longevidade é fazer check-ups médicos periodicamente. Ora, quanto mais cedo se descobre um problema de saúde, maiores são as chances de uma recuperação rápida e plena. 

Assim, é essencial se consultar com um médico e fazer exames de rotina, pelo menos, uma vez ao ano para monitorar o estado geral de saúde. Caso haja qualquer alteração, é possível corrigir antes que se torne algo mais grave. 

O fato é que muitas doenças que atualmente prejudicam a longevidade podem ser evitadas por meio de hábitos saudáveis e tratadas se descobertas logo no início. Portanto, o melhor é procurar ajuda médica de forma preventiva para viver por mais tempo e com mais qualidade de vida.

Gostou dessas dicas para viver mais e melhor? Quer saber mais sobre como ter mais saúde? Então, leia também o post que trata de 5 hábitos saudáveis para incorporar na sua rotina!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!