Saiba o que é mastectomia e quando costuma ser recomendada

mastectomia
4 minutos para ler

Muitas vezes necessária, a mastectomia é um procedimento que pode mexer com a autoestima da mulher durante o tratamento do câncer de mama. Isso porque consiste na retirada total ou parcial da mama, a fim de combater a doença. Vale lembrar que nem todo câncer nesse órgão vai resultar, necessariamente, na remoção total da mama, pois há muitos casos em que é possível fazer o que é chamado de cirurgia conservadora: quando apenas o tumor ou parte da mama é retirado.

Para saber exatamente quando esse procedimento é indicado, quais cuidados tomar na recuperação e muito mais, continue a leitura!

As cirurgias na mama

Como dissemos, nem todo câncer de mama vai resultar na mastectomia total. O melhor procedimento para cada paciente vai depender de determinados fatores, como as características do tumor, a extensão da doença, a evidência de metástases e o perfil da mulher (a idade, a condição de saúde, se está na menopausa ou não etc.).

Com base nesses diferentes contextos, existem tipos de mastectomias, como:

  • preventiva: também chamada de mastectomia redutora de risco, ocorre quando a paciente tem um risco maior que o da população geral de desenvolver o câncer e retira as mamas como forma de prevenção. Um dos casos mais famosos desse procedimento é o da atriz Angelina Jolie. Geralmente essas pacientes apresentam uma mutação genética que aumenta o risco de desenvolver o câncer de mama ou grande número de parentes com histórico de neoplasia;
  • parcial: também chamada de setorectomia, é uma cirurgia em que a área da mama ou um nódulo é retirado. Ressecação dos nódulos em mamas volumosas, lesões benignas ou pequenos tumores são exemplos de indicações para esse tipo de cirurgia;
  • simples: é retirada toda a mama, incluindo mamilo, auréola e pele. Dependendo da situação, alguns linfonodos axilares podem ser retirados;
  • radical: além do que é retirado na mastectomia simples, são removidos mais tecidos, músculos e gânglios da região da axila.

As situações em que a mastectomia total é indicada

Como você viu, a necessidade da mastectomia total envolve diversos fatores e nem sempre ela é a mais indicada. Afinal, quando o procedimento pode ser evitado, ele é, a fim de causar menos traumas para a paciente.

Entre as situações mais comuns em que a retirada da mama é recomendada, estão:

  • quando há risco alto de desenvolver o câncer de mama;
  • quando há um tumor muito grande em relação ao tamanho da mama;
  • quando há impossibilidade de fazer a radioterapia ou o desejo da paciente de não fazê-la;
  • quando duas ou mais áreas de câncer na mama não próximas, com a retirada, deformariam a mama;
  • quando há câncer de mama inflamatório;
  • para a prevenção do surgimento da doença na outra mama.

Os cuidados no pós-operatório

A recuperação de uma mastectomia (seja ela simples, seja ela radical) requer cuidados especiais, a fim de que o corpo da paciente reaja da melhor forma. Também é essencial o acompanhamento psicológico da mulher, já que os seios estão diretamente relacionados ao sentimento de feminilidade, maternidade (e amamentação), à estética e a outros fatores importantes.

Em relação aos cuidados físicos, o pós-cirúrgico requer que a paciente:

  • tome os cuidados com o dreno que é colocado para a eliminação de secreções;
  • evite exposição ao sol;
  • troque os curativos conforme a orientação;
  • tome os remédios indicados pelo médico, a fim de evitar uma infecção;
  • não carregue bolsas, sacolas e outros pesos pelo prazo estipulado.

Como você viu, há muitos fatores que envolvem uma mastectomia, desde a indicação de qual procedimento é o mais indicado até a cirurgia em si e os cuidados pós-operatórios (incluindo os psicológicos). Por todos esses motivos, é essencial contar com o apoio de uma equipe especializada e multidisciplinar para acompanhar a paciente e a família nesse momento.

A Oncomed é uma clínica especializada em oncologia que, por meio da mais alta tecnologia, com profissionais capacitados e um atendimento individual e humanizado, pode ajudar no que for preciso e garantir os resultados mais satisfatórios antes, durante e após o tratamento.

Para saber mais sobre a mastectomia e como podemos ajudar no combate ao câncer de mama, entre em contato com a nossa equipe.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!