Desvendamos 8 mitos e verdades sobre o câncer

mitos e verdades sobre o câncer
5 minutos para ler

O câncer desperta dúvidas e causa medo nas pessoas. Por isso, é fundamental conhecer essa doença e descobrir quais são os mitos e verdades sobre o assunto.

Há quem acredite que esse diagnóstico impede uma pessoa de viver como antes, mas isso não é verdade. É possível continuar trabalhando, estudando, praticando atividades de lazer, convivendo com a família e os amigos.

Neste artigo, explicamos o que é verdade ou não sobre o câncer para que se possa conviver de uma forma tranquila durante o tratamento, e com qualidade de vida.

1. A sexualidade é prejudicada em todos os casos de câncer.

MITO.  É verdade que alguns tipos da doença causam um prejuízo maior por estarem localizados nos órgãos reprodutores ou órgãos que tem relação com a atividade sexual. Além disso, algumas formas de tratamento também podem interferir. Entretanto, isso depende do tipo de tratamento, do tipo de câncer , e de uma maneira geral a doença em si não impede as relações sexuais.

De fato, o abalo psicológico ou físico também pode reduzir a libido. Porém, o diálogo entre os parceiros e o apoio para o paciente ajudam a vencer esses bloqueios, para ter uma sexualidade mais ativa.

2. Pessoas com câncer não podem trabalhar.

MITO. Entre todos os mitos e verdades sobre o câncer, essa é uma das informações que mais desperta dúvidas. Não é proibido uma pessoa com câncer exercer sua profissão, mas essa decisão não cabe somente ao paciente. É preciso conversar com o médico, porque a liberação ou não para o trabalho depende das condições de saúde do paciente, da atividade exercida e dos impactos do tratamento.

3. A alimentação deve ser modificada em casos de câncer.

VERDADE. Não existe a obrigação de alterar o cardápio, porém aquilo que comemos interfere na saúde. Para quem desenvolveu câncer, esse cuidado é ainda mais importante para contribuir positivamente para o tratamento.

O ideal é que todos mantenham um cardápio rico em alimentos protetores, como verduras, frutas, legumes, leguminosas e cereais integrais. Sempre evitando o que favorece a doença, como alimentos processados, industrializados, gordurosos e com excesso de açúcar.

4. Uma mulher com câncer não pode engravidar.

MITO. A mulher com câncer não pode engravidar quando a doença afeta o sistema reprodutor. De uma forma geral o tumor não é um impedimento, mas não é recomendado que pacientes oncológicas tentem uma gravidez durante o tratamento. Além disso, certas formas de tratamento são contraindicações à gravidez durante o período de tratamento.

5. O câncer pode causar infertilidade.

VERDADE. O câncer causa infertilidade quando afeta o sistema reprodutor, mas outros tumores não interferem na produção de óvulos ou espermatozoides. No entanto, seus tratamentos podem ter esse efeito na fertilidade.

A quimioterapia, por exemplo, afeta as células saudáveis que se multiplicam mais rápido. Nesse caso, algumas prejudicadas são aquelas encontradas na mucosa bucal, os óvulos e os espermatozoides. Isso não acontece em todos os casos, portanto é fundamental conversar com o médico sobre os efeitos adversos de cada tratamento específico.

6. É preciso manter repouso total quando se tem câncer.

MITO. Ter câncer não significa que você precisará ficar repousando 24 horas por dia. Realmente, o descanso contribui com a recuperação e minimiza os impactos do tratamento, mas você não precisa deixar de viver.

O tipo de repouso ideal será recomendado pelo médico, mas tenha certeza que você pode continuar fazendo as coisas que gosta, desde que não ofereçam risco para sua saúde. Além do mais, manter-se ativo de uma forma de preservar o tônus muscular e evitar fadiga durante o tratamento, além de outros impactos positivos.

7. Quem tem câncer precisa cuidar melhor dos dentes.

VERDADE. Principalmente os pacientes submetidos à quimioterapia e radioterapia precisam ter um cuidado maior com sua boca. Esses tratamentos afetam a mucosa bucal, tornando-a mais sensível.

Por isso, a pessoa fica sujeita ao desenvolvimento de complicações como a gengivite e a periodontite. Também existe a possibilidade de se manifestar a mucosite, então o acompanhamento odontológico precisa ser rigoroso.

8. Não é possível viver bem tendo câncer.

MITO. De todos os mitos e verdades sobre o câncer essa afirmação é aquela que exige mais a sua atenção. É possível, sim, viver bem tendo câncer! Você precisará cuidar melhor da saúde e evitar o que prejudica sua recuperação. Mas pode aproveitar cada momento com sua família e amigos, investindo em seu bem-estar!

Você já sabia quais eram os mitos e verdades sobre o câncer? Foi possível perceber que algumas informações que encontramos por aí não estão totalmente certas, não é mesmo? O câncer pode ser apenas uma fase e você não precisa parar completamente a sua vida por causa dele.

Gostou desse post? Então assine a nossa newsletter e enviaremos mais temas interessantes para o seu e-mail!

Você também pode gostar

6 thoughts on “Desvendamos 8 mitos e verdades sobre o câncer

    1. Olá! Primeiramente é importante distinguir entre o GRAU HISTOLÓGICO de um tumor e o ESTADIAMENTO (ou extensão do tumor).

      O grau histológico é uma graduação utilizada pelo médico patologista, que analisa as células tumorais no microscópio, e tem relação com a agressividade do tumor (grau histológico mais elevado denota uma taxa de duplicação celular maior). Isso não significa por si só que o paciente terá um prognóstico ruim, já que diversos outros fatores devem ser avaliados (estadiamento, condições clínicas do paciente, etc). Só o médico oncologista saberá prover essas informações no caso específico de cada paciente.

  1. Gostei muito. Foi esclarecedor. Tinha uma dúvida não tenho mais. Estou em tratamento de quimioterapia, retirei 2 nódulos na mama. Obrigada!

    1. O câncer de pulmão pode se manifestar com diferentes sintomas como por exemplo tosse, falta de ar, expectoração com ou sem sangue, emagrecimento, dores no corpo e diversos outros sintomas. Pode inclusive ser, em fases iniciais, assintomático (não apresentar sintomas). Pacientes com câncer de pulmão eventualmente podem se apresentar com dor, inclusive com dor nas costas, mas é bom lembrar que nem todo paciente com dor nas costas terá necessariamente câncer de pulmão! Inclusive, a maior causa de dor nas costas não é devido à tumores. O principal fator de risco para o câncer de pulmão é o tabagismo e, se o paciente apresenta algum sintoma, deverá procurar um médico que, após a entrevista e exame clínico do paciente, direcionará a investigação.

Deixe um comentário

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!