Prevenção do câncer: veja os mitos e as verdades sobre o assunto

prevenção do câncer
8 minutos para ler

Quando o assunto é prevenção do câncer, muita gente fica perdida quanto ao que deve ou não ser feito para se proteger. É claro que muito do que escutamos falar é verdade, contudo, como ocorre com vários temas que envolvem a saúde, há também muitas fake news por aí.

Para ajudar você a entender quais cuidados é preciso tomar e conhecer os principais mitos e verdades que rondam a doença, desenvolvemos este post. Continue a leitura e confira a entrevista que fizemos com o Dr. Ellias Lima, oncologista clínico da Oncomed BH, para saber como você e a sua família podem se prevenir da forma mais adequada!

Quais medidas ajudam na prevenção do câncer?

Segundo o Dr. Lima, a primeira medida é evitar o tabagismo, que é responsável por cerca de 30% das mortes por câncer. Mas, além do cigarro, o oncologista acrescenta outras medidas, como evitar o sedentarismo, que leva à obesidade, sendo esses dois fatores de risco para a condição, pois ambos são responsáveis por cerca de 20% das mortes pela doença.

Dessa maneira, adotar hábitos de vida saudáveis, sem fumar, com a prática de exercícios físicos e a manutenção do peso adequado, corresponde, de uma forma geral, à maioria das medidas de prevenção do câncer.

Exposição solar

Há também um cuidado importante que não deve ser negligenciado, que é evitar a exposição solar. Apesar de a maior parte dos cânceres de pele ser pouco letal, eles são causados essencialmente pela exposição solar, principalmente entre 10h e 16h. “Moramos em um país tropical e a incidência de raios solares é muito alta. Por isso, é importante usar filtro solar e evitar a exposição solar nesses horários“, reforça o médico.

Infecções virais

Há vários tipos de vírus que estão relacionados ao câncer, como o vírus da hepatite C, que causa câncer de fígado, e o vírus HPV, que causa câncer de colo do útero em mulheres e de orofaringe, em homens e mulheres. Muitas dessas infecções ocorrem por transmissão sexual, por isso, uma medida preventiva é fazer sexo com proteção.

Alimentação

Alimentos processados e embutidos têm substâncias cancerígenas em sua composição. Assim, a prevenção é feita com a adoção de uma dieta mais fresca, sem alimentos industrializados e mais rica naqueles de origem vegetal. É que os de origem animal têm colesterol e gorduras, substâncias que podem levar ao crescimento de vários tumores, principalmente do trato gastrointestinal.

Quais os principais mitos relacionados ao câncer?

Para fazer a prevenção do câncer, é necessário conhecer alguns mitos que cercam a doença. Veja a seguir!

Pessoas negras não desenvolvem câncer de pele

O câncer de pele pode ocorrer tanto em pessoas com a pele mais clara quanto em pessoas de pele mais escura, mas a sua incidência é bem maior em pessoas de pele clara. Isso acontece porque a melanina, que é o pigmento que dá cor à pele, age como um filtro natural.

Há dois tipos de câncer de pele:

  • o melanoma, que é uma doença bem agressiva, pois leva à metástase em ossos e vísceras e tem uma taxa de mortalidade alta;
  • o não melanoma, que é uma doença que acontece mais em pessoas idosas, de pele mais clara e que tiveram exposição solar excessiva no decorrer da vida.

“O melanoma ocorre mais em pessoas de cores mais claras, mas essa relação com a cor da pele é menos intensa, porque a gente costuma ver melanoma em pessoas de pele negra também”, explica Dr. Lima.

Implante de silicone causa câncer de mama

O implante de silicone não causa câncer. O que ocorre é que ele pode mascarar o tumor de mama, fazendo com que esse diagnóstico ocorra em um momento mais avançado da doença. Com isso, ele pode atrapalhar a identificação da condição em estágios iniciais, pois pode confundir o resultado do exame.

Homens não podem ter câncer de mama

Homens podem ter, sim, câncer de mama, porém, afirma o Dr. Lima, a incidência é cerca de 100 vezes menor do que em mulheres. Como a incidência é baixa, não são feitos os exames preventivos, como ocorre na população feminina.

Todo câncer é hereditário

Isso é um mito, pois a maioria dos tumores não é hereditária. Existem síndromes hereditárias, como a polipose adenamatosa familiar, relacionada ao câncer do intestino grosso. Há, ainda, a mutação do gene BRCA, que causa câncer de mama e de ovário.

No entanto, esses são casos específicos, pois o câncer tem uma forte relação com a exposição a um fator de risco, como obesidade, tabagismo e outros. “Todo câncer tem origem genética, por um defeito no DNA, mas nem todos são herdados de pai para filho“, detalha Dr. Lima.

Câncer é contagioso

O câncer não pode ser transmitido, mesmo nos casos em que foi causado por um vírus, como o HPV. O que é contagioso é somente o vírus que a pessoa tem, mas não o tumor.

Autoexame das mamas dispensa a mamografia

As pacientes precisam fazer o autoexame das mamas, mas somente esse procedimento não é suficiente para a prevenção do câncer de mama. É preciso fazer o exame clínico e de imagem com uma equipe médica.

Quais as verdades em relação ao câncer?

Chega de mitos em relação ao câncer: confira, a seguir, as verdades sobre a doença e fique bem informado!

Câncer pode ser prevenido

O câncer pode ser prevenido, especialmente os de mama, de próstata, de pulmão, colorretal e de colo do útero. “São doenças comuns e que têm exames que podem detectá-las no início, reduzindo sua mortalidade” destaca Dr. Lima.

Câncer tem cura

Os pacientes que têm um diagnóstico de câncer ficam curados com os tratamentos atuais, que incluem cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia ou a combinação desses procedimentos. Sem contar que, quanto mais precoce o diagnóstico, maiores as chances de cura, por isso a importância das medidas de prevenção do câncer.

Pessoas sem fatores de risco podem ter câncer

Pessoas podem ter câncer mesmo sem nenhum fator de risco, por exemplo, não fumando, não bebendo, sendo atleta etc. Quem está exposto a um fator de risco tem uma propensão maior, mas ninguém está livre de desenvolver uma doença neoplásica.

Destruição da camada de ozônio aumenta a incidência de câncer de pele

A destruição da camada de ozônio causa um aumento dos raios UVB e UVC e eles estão diretamente relacionados ao câncer de pele.

Amamentar protege contra o câncer de mama

A amamentação é um fator de proteção do câncer de mama, pois a doença é mais frequente em mulheres que não amamentam. Por isso, essa prática deve ser estimulada.

Pintas e sinais podem evoluir para um tumor

Sim, essas marcas na pele podem dar origem ao melanoma ou a outros cânceres de pele não melanoma.

Exposição a alguns produtos químicos causa câncer

Há produtos químicos que causam câncer, como derivados de petróleo, que são responsáveis por leucemias e linfomas. Há ainda o asbesto (ou amianto) que causa o câncer da pleura. Já a sílica está relacionada ao câncer de pulmão.

Qual é o papel da Oncomed no combate e na prevenção ao câncer?

A Oncomed é um centro de prevenção e tratamento de doenças neoplásicas. Acompanhamos pacientes desde a prevenção, passando pelo diagnóstico e tratamento quando necessário. Realizamos cuidados também com os familiares, na prevenção e na triagem em caso de câncer hereditário“, enfatiza Dr. Lima.

A clínica conta com uma equipe multidisciplinar e oferece toda a infraestrutura necessária para que os pacientes em tratamento passem por esse momento de uma forma mais leve.

Como sabemos, é fundamental estar bem informado quanto à prevenção do câncer, conhecendo os mitos e as verdades para que os cuidados realizados em nosso dia a dia sejam efetivos.

Se você busca mais orientações sobre o câncer, não deixe de entrar em contato com a nossa equipe de especialistas!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!