Psico-oncologia: veja de que forma pode ajudar pacientes oncológicos

psico oncologia
6 minutos para ler

A convivência com o diagnóstico de um câncer é um momento de muita delicadeza na vida de qualquer pessoa, embora os tratamentos venham se tornando mais eficientes e o prognóstico seja cada vez melhor. Pensando nisso, preparamos esse post abordando a psico-oncologia e mostrando de que forma ela pode ajudar pacientes oncológicos.

A maneira com a qual a pessoa lida com o problema tem bastante influência não apenas na sua qualidade de vida, mas também no bem-estar de sua família e até nos resultados obtidos, que tendem a ser mais satisfatórios quando há um bom suporte aos anseios emocionais. Continue lendo o artigo e saiba mais sobre o assunto!

O que é a psico-oncologia?

A psico-oncologia é uma área de intersecção da psicologia e da oncologia que busca tratar os aspectos emocionais de pacientes oncológicos, seus familiares e qualquer pessoa envolvida no processo. O objetivo é buscar uma forma de intervenção mais adequada, de maneira que seja possível reduzir dores, angústias e sofrimentos.

Para fazer isso com sucesso, o profissional especializado em psico-oncologia deverá estudar e compreender as diversas variáveis do comportamento humano relacionadas a situações e reações no adoecimento, diagnóstico, tratamento e cura. Assim, ele busca estratégias para lidar, de forma holística, com as demandas e peculiaridades de cada etapa.

Felizmente, muitos dos melhores estabelecimentos do ramo vêm apostando na psico-oncologia e conseguindo excelentes resultados por meio de uma abordagem que leva em conta não apenas a questão bioquímica da doença, mas também a saúde mental do doente e de quem o acompanha durante o tratamento.

Quando a psico-oncologia é indicada?

Como vimos, a psico-oncologia pode ser útil não apenas para o paciente oncológico, mas também para as pessoas que estão envolvidas no processo da doença. No entanto, é evidente que a pessoa com câncer tende a se beneficiar mais com o auxílio de um profissional da área.

É bastante comum, nesse contexto, que haja alguma dificuldade de adaptação e adesão aos tratamentos propostos, uma vez que, embora eles estejam cada vez mais modernos e eficazes, é esperado que apresentem alguns efeitos colaterais, muitos dos quais podem ser bastante angustiantes e difíceis para a autoestima e a autoconfiança.

A experiência do câncer, em si, já é, na maioria das vezes, bastante desafiadora, independentemente do lugar, da duração, do prognóstico e do resultado obtido. Por isso, as ações voltadas para o equilíbrio psicológico são muito bem-vindas, contribuindo para um maior controle emocional e uma saúde melhor como um todo, dentro do possível.

O que faz o psicoterapeuta especializado em oncologia?

O psicoterapeuta especializado em oncologia pode ter numerosos papéis na promoção do bem-estar do paciente oncológico. Em suma, ele atua oferecendo suporte emocional para que o paciente possa expressar melhor os seus sentimentos, compreender as dificuldades de um período tão complexo e perceber holisticamente as situações.

A ideia é proporcionar instrumentos para lidar positivamente, dentro do possível, com as alterações e limitações impostas não apenas pela doença, mas também pelo impacto social e físico do tratamento. Isso pode ser ainda mais importante quando houver dificuldade de adaptação e sintomas depressivos ou ansiosos.

Também não podemos deixar de ressaltar o bem-estar da família do paciente oncológico. Normalmente, os parentes diretos ou amigos mais próximos se envolvem com o tratamento, tanto do ponto de vista operacional quanto mental, podendo também ser alvo de abordagem da psico-oncologia, a depender de certos aspectos clínicos e institucionais.

É normal que o paciente oncológico tenha sentimentos ruins?

O simples fato de ser informado de um diagnóstico de câncer pode ser um tremendo baque para a saúde mental de qualquer pessoa. Mesmo com todos os avanços no campo da medicina e o prognóstico muito melhor para os doentes em relação ao que tínhamos há alguns anos, essa é uma patologia estigmatizada e que pode trazer à tona sentimentos ruins.

Se isso ficar muito intenso, ao ponto de interferir no dia a dia do paciente e na sua adesão ao tratamento, a ajuda especializada se faz ainda mais imperativa. No entanto, vale mencionar que mesmo quem está lidando bem como problema e não aparenta maiores transtornos também pode se beneficiar da psico-oncologia, em busca de mais bem-estar e um resultado ainda melhor.

Além do apoio terapêutico, o profissional da psico-oncologia poderá abordar estratégias de autocuidado e fortalecimento, de forma a ajudar o paciente a lidar melhor com os efeitos físicos, promover a manutenção da autoestima, da imagem corporal e da própria identidade. Ele também lidará com sentimentos negativos relacionados à culpa, medo, autopunição, dor e morte.

Como funciona a psico-oncologia na prática?

A maneira pela qual a psico-oncologia funciona na prática pode variar muito de acordo com o estabelecimento no qual o paciente está buscando tratamento e as suas normas institucionais. No entanto, existem certas situações que são bastante recorrentes na área, que aposta na prevenção e na abordagem adequada dos problemas emocionais que podem surgir nesse processo.

Uma questão muito delicada, por exemplo, diz respeito à queda de cabelos que ocorre na conduta quimioterápica. Esse é um efeito adverso bastante estigmatizante, uma vez que expõe socialmente o diagnóstico. O profissional pode ajudar nesse sentido, trazendo conforto e informações relevantes sobre o tema, além de estratégias para ajudar o paciente a manter a autoestima.

Outra situação bastante comum está relacionada à dificuldade em lidar com as duras rotinas que os tratamentos impõem, as quais influenciam também os familiares e amigos mais próximos, como já mencionamos. O atendimento da psico-oncologia permite ao paciente uma melhor adaptação, bem como a oportunidade de compartilhar a experiência e não se sentir só.

Agora você já sabe como a psico-oncologia pode ajudar pacientes oncológicos, proporcionando um espaço de confiança para que eles possam lidar de maneira mais positiva com as diversas emoções e conflitos tão típicos dessa doença. Assim, será mais fácil vencer as dificuldades e ter os melhores resultados dentro das possibilidades do quadro.

Caso precise da ajuda de uma empresa especializada e com o mais alto padrão de atendimento ao paciente oncológico, com variados serviços de acompanhamento, não perca mais tempo: entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!