Tabagismo: 6 principais doenças causadas pelo uso do cigarro

tabagismo
4 minutos para ler

Mesmo sendo uma droga lícita, o cigarro pode ser considerado um problema de saúde pública. Cerca de um terço da população mundial adulta fuma, sendo que 4,9 milhões de pessoas morrem por ano devido ao tabagismo.

Por isso mesmo, a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o hábito de fumar uma doença, uma vez que provoca diversas alterações físicas no usuário em curto e longo prazos. Sem contar que o produto contém mais de 4 mil substâncias prejudiciais à saúde, afetando toda a família.

O tabagismo é reconhecido por inúmeros estudos como um fator de risco para mais de 50 doenças diferentes. A seguir, apontamos 6 das principais, responsáveis por milhões de mortes todos os anos. Acompanhe!

1. Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é formada pelo enfisema pulmonar e pela bronquite, inflamações crônicas nas vias respiratórias causadas, na maioria das vezes, pela fumaça do cigarro. É mais comum em pessoas com mais de 45 anos, depois de alguns anos de tabagismo.

A DPOC é caracterizada pela perda da capacidade dos pulmões de realizar as trocas gasosas. Assim, surgem sintomas como falta de ar, tosse e pneumonia recorrente. Com o tempo, as crises se tornam mais frequentes, podendo levar à hipertensão pulmonar, infecção respiratória, entre outras complicações graves.

2. Infarto e AVC

Os problemas cardiovasculares, como o infarto e o Acidente Vascular Cerebral (AVC) são as principais causas de morte no mundo. Muitas vezes, são provocados pelo uso do cigarro, pois ele altera o ritmo cardíaco e aumenta a pressão arterial, prejudicando o funcionamento do coração e causando inflamações nos vasos sanguíneos.

Em decorrência disso, podem surgir acúmulos de gordura nas artérias, aumentando o risco de problemas como angina, trombose e aneurisma, além de hipertensão, colesterol alto e diabetes.

3. Doenças reumáticas

O tabagismo pode levar a inflamações em diferentes partes do organismo, por causar disfunção das células. Assim, além de problemas cardiovasculares, também pode aumentar o risco de artrite reumatoide e outras doenças reumáticas.

O cigarro contribui, ainda, para aumentar a gravidade dessas doenças, prejudicando o tratamento, uma vez que reduz o efeito dos medicamentos. Dessa forma, as pessoas fumantes devem ficar atentas a sintomas como inchaço, dor e vermelhidão nas articulações, principalmente nas mãos.

4. Úlceras gástricas

Inflamações intestinais podem ter diversas causas, inclusive o cigarro. Quem fuma tem até 4 vezes mais chances de ter uma úlcera gástrica e outras doenças gastrointestinais, como o refluxo e a gastrite.

Outro problema é que o tabagismo pode piorar o quadro, dificultando o tratamento por interagir com os medicamentos usados. Também prejudica a digestão e o funcionamento do sistema digestivo como um todo.

5. Alterações visuais

As substâncias tóxicas presentes na fumaça do cigarro pode aumentar o risco de doenças oculares, como a degeneração macular, a catarata e inflamações nas células dos olhos. Com o tempo, essas doenças podem levar à perda total da visão.

6. Câncer

O tabagismo pode estar relacionado direta ou indiretamente a diversos tipos de câncer, como pulmão, garganta e encéfalo. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), cerca de 90% dos casos de câncer pulmonar são provocados pelo cigarro.

Como é comum as pessoas começarem a fumar ainda jovens, as substâncias nocivas vão se acumulando no organismo, e a doença pode surgir mesmo muitos anos depois de se parar de fumar. Por isso, é fundamental evitar ao máximo esse hábito.

Outras doenças comumente provocadas pelo tabagismo são a impotência sexual e a infertilidade. O ponto positivo é que todas elas podem ser evitadas com a adoção de hábitos mais saudáveis.

Gostou do post? Quer conferir outros conteúdos como este? Então assine nossa newsletter e receba diversos artigos sobre saúde!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!