Tratamento de câncer: como funcionam os principais?

tratamento câncer
6 minutos para ler

Compreender as diferenças entre o comportamento dos tumores e saber qual o tratamento de câncer mais adequado para cada tipo de caso é essencial para o controle da doença e para a melhoria da qualidade de vida do paciente.

Nessa perspectiva, a proposta deste artigo é apresentar um guia prático e rápido sobre as principais terapias oncológicas. Aqui você saberá como funcionam as sessões de quimioterapia, radioterapia e imunoterapia. Além disso, mostraremos também quando é necessária a realização de cirurgias ou de transplantes.

Confira então essas informações sobre o câncer e entenda por que uma clínica especializada em oncologia pode ser um importante diferencial no tratamento de câncer. Acompanhe!

Conheça as opções para o tratamento de câncer

O tipo de tratamento de câncer varia de acordo com o tipo de tumor, mas depende também do nível de comprometimento da doença. Listamos abaixo as intervenções terapêuticas mais utilizadas no combate à doença. Lembrando que sempre cabe ao médico definir qual o melhor tratamento para cada caso.

Quimioterapia

Nesse tipo de terapia oncológica o objetivo é utilizar medicamentos para destruir as células tumorais e evitar a evolução da doença. É um tipo de tratamento dito sistêmico, ou seja, que atinge todas as células do organismo. Esses medicamentos são administrados mais frequentemente por via endovenosa ou oral.

Há diferentes métodos de quimioterapia. Confira!

Via oral 

Os remédios são administrados pela boca. Geralmente são utilizados comprimidos, cápsulas ou soluções líquidas que o paciente pode tomar em casa. Basta seguir as recomendações médicas e fazer avaliações periódicas com o profissional responsável.

Intravenosa

As substâncias quimioterápicas são aplicadas na veia. Pode-se introduzir um cateter, um tubo fino e especificamente utilizado para aplicar medicações venosas. Os remédios podem ser em forma de injeções ou diluídos no soro.

Radioterapia

Por esse método, o médico utiliza radiação emitida por um aparelho sobre a área afetada pelo tumor. A quantidade de aplicações necessárias varia conforme a extensão, o tipo de tumor e a sua localização. A idade e o estado geral do paciente também devem ser considerados.

O tratamento com radioterapia pode ser realizado de duas formas. Saiba quais são!

Teleterapia

Também chamado de radioterapia externa, essa intervenção é feita em frações, geralmente diárias. Com o paciente deitado, as radiações são emitidas diretamente sobre a região doente.

Braquiterapia

É um tratamento que pode ser feito no ambulatório e necessita de anestesia. O médico coloca os aplicadores em contato com o local que precisa ser tratado.

Cirurgia oncológica

A cirurgia é uma das modalidades de tratamento mais usadas na oncologia. O objetivo é retirar o tumor para evitar que células doentes invadam os tecidos ou órgãos próximos, além de evitar disseminação à distância.

Na fase inicial, as chances de cura para o câncer são bem maiores. Isso reforça a necessidade de um acompanhamento médico regular para que se tenha um diagnóstico precoce. Além disso, as terapias combinadas – como quimioterapia, radioterapia e cirurgia- em determinadas situações podem aumentar consideravelmente as possibilidades de cura.

Transplante de medula óssea

O transplante de medula óssea é um tratamento especificamente voltado para a recuperação de certos tipos de tumores que afetam as células do sangue. Os mais comuns são as leucemias e os linfomas. Esse procedimento objetiva a substituição de uma medula óssea não funcional por células saudáveis para reconstituir a medula óssea.

Saiba o que acontece com o corpo durante o tratamento de câncer

Se você recebeu um diagnóstico recente de câncer, faça o tratamento indicado pelo médico e cuide também do aspecto emocional. Com os avanços na medicina e na ciência, atualmente as chances de recuperação aumentaram. Não desanime.

No entanto, as terapias contra o câncer podem causar certos efeitos colaterais. Vale destacar que tanto o comportamento da doença como a dinâmica das medicações podem variar de pessoa para pessoa. Isso significa que nem sempre o tratamento vai provocar mudanças em seu corpo.

Porém, mesmo que ocorram alguns efeitos colaterais, o importante é estar preparado para essas mudanças e encará-las como parte de um processo de recuperação. Nesse sentido, manter o controle das emoções e pensar positivamente ajuda a obter melhores resultados durante o tratamento de câncer.

Mediante isso, enumeramos três alterações que podem ocorrer no seu corpo. Confira!

Queda de cabelo

A queda de cabelo pode ocorrer como efeito da quimioterapia. Esse tratamento costuma afetar principalmente as células que se multiplicam com mais frequência, como as que formam o bulbo capilar.

A queda de cabelos ocorre porque alguns tipos de câncer exigem tratamento mais intensivo. Mas lembre-se: isso não é regra geral. Logo, o importante é se concentrar no objetivo do tratamento e melhorar os resultados obtidos.

Enfraquecimento ou queda das unhas

Assim que começam as sessões de tratamento, as unhas podem se tornar mais enfraquecidas ou mesmo caírem. Por isso, procure mantê-las saudáveis, higienizadas e aparadas a fim de evitar o contágio com germes que provocam infecções.

Descamação nas palmas das mãos e na sola dos pés

A exemplo das células do cabelo, as células da pele também possuem características que fazem com que elas se multipliquem muito rapidamente. Assim, o tratamento quimioterápico pode afetar as camadas da pele das mãos e dos pés e resultar em descamação. Para evitar esse problema, utilize hidratantes sem ureia e parabenos, substância que podem irritar ainda mais a pele.

Entenda a importância de tratar o câncer em uma clínica especializada

Como vimos, a recuperação do paciente exige a necessidade de um atendimento integral, principalmente baseado no acolhimento, atenção e calor humano. A escolha de uma clínica especializada e que disponibilize um suporte com uma equipe multidisciplinar é essencial. Por isso, na hora de escolher uma clínica especializada, conheça as opções de tratamento oferecidas pela Oncomed.

Além de uma equipe composta por profissionais experientes e capacitados, temos uma infraestrutura adequada e com equipamentos modernos para assegurar um tratamento de excelência. Esses critérios são fundamentais em todos os processos que envolvem o tratamento de câncer.

Agora é com você: entre em contato com a Oncomed e conte conosco para o que precisar!

Você também pode gostar

2 thoughts on “Tratamento de câncer: como funcionam os principais?

  1. Minha irmã começou a fazer o tratamento de um câncer de mama só não entendo pq ela está fazendo as quimioterapia antes da cirurgia vcs pode mim explicar.

    1. Olá, Lúcia! Conforme orientação do nosso Oncologista Dr. Alexandre Fonseca, o tratamento da paciente com câncer de mama deve ser sempre individualizado e depende de vários fatores como o estagio do tumor, tipo hidatológico e subtipos, condições clinicas da paciente etc. O tratamento neoadjuvante, ou seja, quando a quimioterapia é realizada antes da cirurgia, pode ser uma alternativa ideal em vários casos. O especialista (oncologista) é quem saberá avaliar o caso específico de cada paciente.

Deixe um comentário