Tratamento do câncer: como os animais de estimação podem ajudar?

tratamento do câncer
3 minutos para ler

Quem convive com animais de estimação sabe como eles são capazes de fazer bem para o nosso humor, ajudando na saúde mental e até mesmo física. Entre esses benefícios, podemos citar a redução do estresse, a melhora da pressão arterial e do sistema cardiovascular e o fortalecimento do sistema imunológico.

Mas você sabia que os bichinhos podem ajudar também no tratamento do câncer? Isso mesmo! Alguns cachorros podem até auxiliar a detectar a doença, e muitos pets já fazem parte do dia a dia de hospitais oncológicos, trabalhando na recuperação de crianças e adultos.

Continue a leitura e descubra como isso é possível e quais são os impactos positivos dos animais no tratamento do câncer!

Diminui a ansiedade

Basta chegar em casa estressado depois de um dia cansativo e ser recebido pelos pets para o humor já começar a mudar, não é mesmo? Isso acontece de forma natural, inclusive no tratamento de um câncer.

A sensação de bem-estar e alegria que um animal de estimação provoca é muito benéfica para o paciente. Ficar perto é um recurso que diminui a ansiedade e controla os níveis de pressão arterial, como já dissemos, o que é fundamental no tratamento oncológico.

Libera serotonina

Vale lembrar que toda essa energia que é transmitida por um bichinho tem explicações fisiológicas: brincar por alguns minutos com eles faz com que os níveis de dopamina e serotonina se elevem.

A dopamina é um hormônio responsável pelas sensações de prazer e humor, além de ajudar a aliviar a dor. Já a serotonina controla também o humor, o apetite e a frequência cardíaca.

Contribui para o desenvolvimento da autoestima

Em qualquer momento da vida, exaltamos a capacidade de um animal de estimação nos amar independentemente da nossa condição financeira ou aparência. Durante o tratamento do câncer, muitas pessoas podem ter a autoestima abalada por causa da queda dos cabelos ou do inchaço, que são efeitos colaterais comuns.

Sentir o amor do seu cachorro ou gato, mesmo naqueles dias mais desafiadores, pode ser uma injeção de ânimo! Afinal, o bichinho enxerga apenas o que realmente tem valor.

Estimula a prática de atividades físicas

Ainda que alguns exercícios físicos sejam recomendados pelo médico durante o tratamento de câncer, muitas vezes pode faltar ânimo, por causa da fadiga, que é natural durante o tratamento oncológico.

Nesses momentos, um animal de estimação também pode ajudar, principalmente se ele for um cachorro querendo dar uma voltinha! Então, aproveite a boa companhia, chame outra pessoa para ir com você (caso o bichinho seja grande e difícil de controlar) e aproveite para passear sem pressa, apenas caminhando, curtindo a natureza e sentindo a brisa.

Ter um pet por perto pode fazer toda a diferença durante o tratamento do câncer, ajudando na recuperação e na saúde psicológica do paciente, que é essencial para um resultado positivo.

Outro fator fundamental no processo oncológico é o diagnóstico precoce. Por meio dele, é possível identificar o tumor ainda no início e ter uma maior qualidade de vida ainda durante o tratamento.

Você gostou deste texto em defesa dos pets? Então, compartilhe este post em suas redes sociais para que mais pessoas saibam como os animais de estimação podem ajudar os seres humanos em diferentes fases da vida!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!