Qual é a importância da vida social na terceira idade? Veja!

vida social na terceira idade
3 minutos para ler

Com o passar dos anos, é natural que muitas pessoas fiquem mais reclusas, e isso acontece por diversos motivos. A aposentadoria nos afasta dos colegas de trabalho, os problemas de saúde podem fazer com que percamos a mobilidade, e até o ânimo para o dia a dia pode não ser mais o mesmo. Por isso, entender qual é a importância da vida social na terceira idade é essencial.

Essa época da vida demanda um pouco mais de cuidado na promoção das relações interpessoais. Dessa forma, a mente continua ativa e os riscos de problemas como depressão e ansiedade são minimizados, uma vez que os humanos são, em última instância, seres sociáveis e que vivem em grupo.

Continue lendo e aprenda mais sobre o tema!

Afinal, qual é a importância da vida social na terceira idade?

As relações sociais são fundamentais em qualquer época da vida, mas ainda mais importantes na terceira idade. Afinal, elas podem influenciar diretamente a saúde mental e física dos idosos, trazendo efeitos positivos, até mesmo, na capacidade cognitiva, evitando os efeitos nocivos que poderiam advir da solidão e do isolamento.

Não é preciso pensar muito para perceber que laços próximos com amigos e familiares tornam o dia a dia de qualquer um muito mais simples, e que o convívio social mantido deixa a pessoa mais disposta e feliz. Há um aumento claro de autoestima e bem-estar, que se reflete em um envelhecimento muito mais ativo, com mais autonomia e qualidade de vida.

Quais os benefícios da vida social na terceira idade?

O combate ao estresse e à depressão estão entre os maiores benefícios que a vida social na terceira idade pode proporcionar. Com o passar dos anos, ficam mais comuns as situações nas quais o desânimo pode surgir, pois perdemos entes queridos, podemos nos retirar do trabalho e a saúde não é a mesma, principalmente, para pessoas que moram sozinhas.

Logo, é fundamental sair e ter relações positivas, frequentando eventos, festas, praças, clubes ou parques para encontrar amigos e parentes. Outra boa ideia é participar de um grupo de convivência, no qual um motiva o outro, estimulando a adesão às atividades físicas e proporcionado bem-estar físico pela melhora no condicionamento e na força muscular.

Como ter uma vida social na terceira idade?

Ter uma vida social na terceira idade pode parecer desafiador, mas é mais simples do que parece. Até mesmo as redes sociais, outrora reduto dos mais jovens, vêm abrindo espaço e opções para idosos. Nelas, é possível encontrar informações sobre grupos que realizam exercícios ao ar livre, locais voltados para o público mais velho e outras opções interessantes.

Ser proativo também é muito importante, e uma boa ideia é tomar a iniciativa de reunir os amigos de vez em quando, para uma disputa de xadrez, jogar conversa fora ou assistir a um jogo. A família também não pode ficar de fora, sendo recomendável combinar um almoço ou jantar, bem como outras atividades, como viagens e celebrações.

Como você pôde ver, a vida social na terceira idade é relevante para a saúde física e mental do idoso. Entretanto, se você perceber sinais de depressão ou tristeza, é importante procurar ajuda médica o quanto antes.

Gostou de aprender mais sobre o assunto? Quer conferir mais conteúdos como este? Então, não deixe de seguir nossas páginas no YouTube, Instagram e Facebook!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Marque sua consulta pelo WhatsApp!